Saiba como a pornografia está destruindo sua vida!

Praticamente todo menino é introduzido desde a mais tenra idade à prática da masturbação. A pornografia então passa a ser consumida pelo garoto, que muitas vezes não se dá conta de que pode estar adquirindo um vício muito nocivo para sua vida. Neste artigo, você aprenderá o como a pornografia pode estar acabando com você. Leia ele até o final para não perder as dicas que deixamos para você!





O Vício da Pornografia


A pornografia está destruindo a vida sexual de muitos homens. De acordo com o estudo da American Urological Association, em Boston, homens viciados em pornografia são mais suscetíveis a sofrer de disfunção erétil e tendem a ficar menos satisfeitos com relações sexuais.


Homens entre 18 e 25 anos são os mais suscetíveis a sofrer com o vício em pornografia online e vêm apresentando sintomas de disfunção erétil.


No passado, homens com disfunção erétil eram mais velhos e o problema estava associado a outras doenças como o diabetes, esclerose múltipla ou doenças cardíacas.


Estes jovens homens, entretanto, não possuem nenhuma doença clínica constatada, mas ainda assim apresentam disfunção erétil, o que evidencia uma relação direta entre o vício em pornografia e a disfunção erétil o que pode ainda ser a raiz do problema para entender por que eles não conseguem manter uma ereção com a parceira.


Os pesquisadores entrevistaram 312 homens, entre 20 e 40 anos, que haviam visitado uma clínica de urologia de San Diego para tratamento. Eles descobriram que 3,4% dos homens disseram preferir se masturbar com pornografia ao invés de fazer sexo.


Concluiu-se a partir dela que o consumo da pornografia ativa o mesmo sistema de recompensa no cérebro que as drogas ativam, como a cocaína e metanfetamina. O vício em questão tem mostrando-se como um grande estimulante deste sistema, o que se deve à capacidade de selecionar continua e instantaneamente imagens novas e mais sexualmente excitantes.


Neste sentido, há pesquisas científicas que mostraram que a rotina da pornografia online modifica o cérebro, criando uma rota de acesso fácil e rápido ao prazer (dopamina), idêntico em funcionamento ao de outros vícios. Com duas diferenças principais:

1) Age diretamente nos ciclos hormonais e no sistema reprodutor, tornando-o hiperestimulado e, ao mesmo tempo, insensível à realidade objetiva

2) é uma rotina estimulada pela diversidade. O viciado em cigarros quer mais cigarros, sempre a mesma droga; o viciado em pornografia, não. Este pode começar com vídeos leves, como um striptease, e com o tempo estes vídeos leves não mais o excitarão e os vídeos que ele busca serão cada vez mais diversos e extremos. A rotina da pornografia gera um vício em excitação estimulada pela constante oferta de novidades, podendo-se recair a vídeos com conteúdo extremamente violento.


Portanto, pornografia provavelmente leva à impotência homens mais jovens e menos experientes porque pode dar o tom para expectativas irrealistas, gerando muitas vezes frustração, pois não se consegue reproduzir as mesmas performances dos filmes e ainda gera ansiedade, já que não se tem no sexo, o mesmo controle da situação que se consegue por meio da pornografia.


A pessoa pode adiantar cenas, ver diferentes tipos de conteúdo das mais diferentes formas, algo que obviamente não se teria acesso na vida real. A quantidade de estímulos a que é exposta em uma hora é muito maior do que a que um indivíduo, há 40 anos, teria ao longo da vida inteira.


Dados da revista americana The Week indicam que 12% dos sites — cerca de 76 milhões de endereços — são dedicados a conteúdo explícito. O norte-americano Pornhub, conhecido por divulgar estatísticas de acessos, afirma que, em 2017, recebeu, por dia, a visita de 81 milhões de pessoas de todo o mundo. O Brasil é o 10º lugar no ranking dos países que mais buscam o portal.


Ou seja, há uma indústria bilionária sendo movimentada por detrás deste vício, a qual sempre buscará por inovações para que cada vez mais as pessoas estejam viciadas e com isso gerem retornos financeiros a ela.



Efeitos da pornografia


Homens que passam muito tempo vendo pornografia na internet parecem ter menos matéria cinzenta em certas partes do cérebro e sofrem redução de sua atividade cerebral, revelou um estudo alemão publicado nos Estados Unidos.


Estes efeitos poderiam incluir mudanças na plasticidade neuronal resultante de intensa estimulação no centro do prazer. Para realizar a pesquisa, os autores recrutaram 64 homens saudáveis com idades de 21 a 45 anos, aos quais pediram para responder a um questionário sobre o tempo que dedicavam a assistir a vídeos pornográficos.


O resultado foi, em média, de quatro horas semanais. Os voluntários também foram submetidos a tomografias computadorizadas (MRI) do cérebro para medir seu volume e observar como ele reagia às imagens pornográficas.


Na maioria dos casos, quanto mais pornografia os indivíduos viam, mais diminuía o corpo estriado do cérebro, uma pequena estrutura nervosa bem abaixo do córtex cerebral.


Os cientistas também observaram que, quanto maior o consumo de imagens pornográficas, mais se deterioravam as conexões entre o corpo estriado e o córtex pré-frontal, que é a camada externa do cérebro encarregada do comportamento e da tomada de decisões.


livrando-se do vício da pornografia


É um período de completa abstinência de pornografia e estímulos sexuais artificiais até que seu cérebro volte a funcionar normalmente. O tempo mínimo indicado para essa vivência é de 90 dias.


Três meses é o tempo médio observado para uma reinicialização bem sucedida. Esse tempo pode variar muito – geralmente, homens mais velhos precisam de menos tempo do que os mais novos.


Uma série de benefícios poderão ser sentidos, dentre os quais merecem destaque:


Aumento de energia e disposição. Isso, em geral, é sentido desde o início. Por não estar ejaculando diariamente e desperdiçando sua energia sexual, é esperado que gradualmente a pessoa se sinta com mais vigor.

Maior clareza mental. Menos lentidão para processar as ideias, menor tendência a se perder no meio das tarefas, bem como menos propensão à procrastinação.

Aumento da memória. Muitas pessoas afirmam que sua memória é muito melhor do que antes, o que não deixa de ser uma decorrência da clareza mental.

Melhora da autoestima. Autoestima elevada traz outras consequências positivas como as duas seguintes.

Maior entusiasmo com as atividades cotidianas. A percepção do valor de fazer pequenos atos para si e para os outros aumenta e a pessoa se torna mais produtiva e centrada.

Maior empatia com as pessoas O olhar sobre o outro passa a ser menos julgador e interesseiro. Uma curiosidade genuína pelo que se passa dentro de outras pessoas começa a surgir e com isso, a vontade de escutar e aprender também aumenta.

Maior intensidade no envolvimento sexual. O que quero dizer aqui é que suas relações sexuais serão mais vívidas, intensas, envolventes, carinhosas, memoráveis etc. Isso também envolve ereções mais vigorosas e duradouras.


Estas são apenas algumas das coisas que podem acontecer com você caso decida fazer uma reinicialização dos seus circuitos de recompensa por meio da masturbação e da pornografia.


Agora vamos pra parte chata, pois como em qualquer vício, seja químico ou ainda psicológico, há uma reação por parte do corpo para que você se mantenha da forma como você está hoje, pois o cérebro tem resistência a mudanças bruscas como uma forma de autodefesa evolutiva.


Impulsos sexuais. Chamados em inglês pela comunidade de urges, são nada mais nada menos que os picos de intensa vontade de ver pornografia e se masturbar diante dela. São sentidos desde o primeiro dia e tendem a passar com o tempo. É muito importante passar pelos primeiros dias e não ceder.

Flatline. Pode haver um período onde a libido – energia sexual – da pessoa simplesmente desaparece. Não há qualquer desejo de prazer ou interação sexual em situação alguma. Alguns homens relatam ter a impressão de que o pênis encolheu ou de que está completamente insensível. Pode ser um período breve ou pode durar meses em casos extremos. Mas esse período também é passageiro e após este período a libido volta a se restabelecer normalmente.

Ansiedade, irritabilidade, tristeza, desespero. Assim como qualquer vício ou rotina que estão sendo interrompidos, seu reboot poderá lhe proporcionar uma fase sombria, agoniante, especialmente se a pornografia está profundamente enraizada em seu dia-a-dia e, portanto, no seu cérebro.

Sonhos eróticos muito realistas, polução noturna, sono agitado. Comum nas primeiras semanas.




Dicas para ajudar a se livrar deste vício:


Se você se identificou com este artigo e sofre deste terrível vício que faz com que sua felicidade e seu potencial sejam profundamente consumidos, você deve estar se perguntando: “ Tá, legal... Realmente eu poderia ser muito melhor se eu não me masturbasse e de fato eu pareço sentir mais tesão com vídeos do que com o sexo, mas como que faço para me livrar deste problema?”


Saiba que não há nada de que se envergonhar, pois muitos e muitos homens passam por esta situação, mas não assumem que possuem um problema, por vergonha ou mesmo por orgulho, afinal, eles também foram educados quando jovens que se masturbar enquanto consome pornografia era normal, o que se tornou algo natural para eles.


Então a principal parte de curar qualquer problema, seja ele qual for, é assumir que se tem este problema. Então, se você está disposto a se livrar dele, você já deu um grande passo.


Caso você queira se tornar a pessoa incrível que você nasceu para ser, a gente deixará duas sugestões para que você consiga se ver livre de uma vez por todas deste problema, que são:


1) Conheça as massagens relaxantes e sensuais do Nirvana Spa, onde você aprenderá a ressignificar sua energia como um todo, em especial a sexual, por meio das massagens tântrica e tailandesa. Certamente será um divisor de águas em sua vida; Para saber mais, clique aqui!


2) Um produto incrível e totalmente online, onde o tema será amplamente explorado e você terá acesso a um método especialmente elaborado para que você se veja livre deste vício por completo. Para saber mais, clique aqui!


REFERÊNCIAS

https://www.minhavida.com.br/bem-estar/noticias/31961-vicio-em-pornografia-pode-prejudicar-desempenho-sexual-do-homem

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2016/08/como-vicio-em-pornografia-esta-afetando-saude-sexual-de-jovens-britanicos.html

https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/revista/2018/03/18/interna_revista_correio,666601/refens-de-pornografia-contam-como-a-compulsao-transtornou-suas-vidas.shtml

https://pt.wikipedia.org/wiki/V%C3%ADcio_em_pornografia

https://www.papodehomem.com.br/pornografia-vicio-como-parar-reboot-nofap

Spn_image_final_white.png

© Clínica de Massagem Estado Nirvana Spa
2018 todos os direitos reservados

CNPJ: 30061643/0001-06

  • pinterest-spa-nirvana.jpg

Rua Azevedo Soares, 115, Tatuapé, São Paulo

( Portão de madeira grande )

De Segunda a Sexta 
Das : 12h as 21h30 (último horário inicia as 20:30)
​​Sábado : 10h - 17h